domingo, fevereiro 27, 2011

George Harrison através da história

(colaboração de Weber)


Olá pessoal,

Se estivesse vivo, George Harrison assopraria 68 velinhas e ainda se gabaria por ser o mais novo. Estamos há dez anos sem o quiet beatle, mas assim como suas músicas, sua curta presença na Terra deve ser celebrada. Sem George, seu iPod não seria o mesmo. Os Beatles não seriam os Beatles, e nós nunca teríamos a oportunidade de ouvir algo como Something. Aliás, sabe aqueles discos para ouvir antes de morrer? All Things Must Pass, o primeiro de sua carreira solo, é um deles.
Em homenagem a Harrison, começa agora uma viagem pela sua trajetória através de músicas que receberam o seu toque. Músicas que, por si só, explicitam o porquê de o mundo da música dever sempre um “muito obrigada” a ele. Estão prontos?

I Need You, a versão adolescente de Something, poderia ser apenas mais uma das composições bonitinhas do auge da beatlemania, mas foi além. Presente em Help (1964), a música é pioneira na utilização do tone pedal, também conhecido como wah-wah, que torna contínuo o som dos acordes tocados. Questiona-se também o fato de este ser o primeiro pedal utilizado na história do rock ‘n’roll.

video

George
foi o primeiro a ousar na música pop. Após ser introduzido ao trabalho de Ravi Shankar, o multinstrumentalista aprendeu a tocar cítara, e inovou utilizando-a em Norwegian Wood (This Bird Has Flown), uma composição de Lennon que está presente em Rubber Soul (1965), o marco de transição do quarteto de Liverpool.

video

While My Guitar Gently Weeps, uma reflexão de George com base nas teorias do I Ching, se tornou inesquecível por conta da presença de um outro cara que sabia fazer uma guitarra chorar: Eric Clapton, amigo pessoal do beatle. Com uma proposta inicialmente simplória, tendo sido até mesmo desdenhada por John e Paul, a música conseguiu cravar seu nome na história, e é impossível não se emocionar com o famoso solo - que teve uma ajudinha da tecnologia por conta de a guitarra de Clapton não ser “beatle o suficiente”.

video

Something foi tão impactante que Frank Sinatra creditava erroneamente a “melhor canção de amor dos últimos cinquenta anos” a Lennon/McCartney. Tendo sido a primeira música de Harrison a virar lado A em um compacto (Something/Come Together), teria sido escrita para Pattie Boyd, sua esposa na época (mas George nunca confirmou tal intenção), um pouco antes de culminar no triângulo amoroso que envolveu Eric Clapton (escute “Layla”, feita para a mesma pessoa - sortuda!).
Assim como While My Guitar Gently Weeps, o solo (aqui executado pelo próprio Harrison) é um dos mais inesquecíveis da história da música, e só perde para Yesterday na categoria de música mais regravada dos Beatles - até mesmo Paul McCartney tem a sua versão.

video

All Things Must Pass, o álbum, é considerado um dos melhores da história, e o melhor da carreira solo de um Beatle. É o primeiro de Harrison após a separação da banda (já tinham vindo Wonderwall Music e Electronic Sound), e o primeiro álbum triplo da história do rock. Logo após isso, em 1971, Harrison também foi pioneiro em organizar um show humanitário, o Concert for Bangladesh, que contou com a presença de nomes como Eric Clapton, Bob Dylan, Ringo Starr e Ravi Shankar.

My Sweet Lord (All Things Must Pass, 1970)


video

Na década de 80, Harrison relembrou seu tempo nos Beatles em duas canções: All Those Years Ago (1981), em homenagem a John Lennon, após a morte do mesmo. Para essa versão ele recrutou Paul e Linda McCartney e Ringo Starr. Já em 1987, com o álbum Cloud 9, ele apareceu com a música When We Was Fab, que conta com Paul e Ringo no clipe também.

All Those Years Ago

video

When We Was Fab


video

Em 1988, Harrison integrou o dreamteam Travelling Willburys. Apesar de não ter feito tanto impacto, o grupo era composto também por Bob Dylan, Tom Petty, Roy Orbison e Jeff Lynne.
Seu filho, Dhani Harrison, repetiu feito semelhante ao se juntar com Ben Harper e Joseph Artur em 2010, formando o Fistful of Mercy.

Travelling Willburys -- Handle With Care


video

George, detentor de um lado bastante espiritual, fora informado do reaparecimento de seu câncer de pulmão em 2001, sabendo que já não lhe restaria muito tempo de vida. Escolheu, então, o lugar no qual gostaria de morrer e guardou-o em segredo com sua mulher e seu melhor amigo, Gavin de Becker. Seu corpo foi cremado e as cinzas teriam sido atiradas no rio Ganges, na Índia.
Em sua homenagem, o site do Concert for George liberou por 24 horas o streaming do evento, organizado por Olivia Harrison e Eric Clapton em 2002, com aproximadamente 2h30min de duração e as presenças de Tom Petty, Paul McCartney, Ringo Starr, Dhani Harrison, Billy Preston, Ravi Shankar, Jools Holland, Tom Hanks, entre outros.

video

quarta-feira, fevereiro 23, 2011

Amanhã, With The Beatles!

Dando continuidade ao projeto Complete Works, apresentaremos o segundo disco dos Beatles, o "With the Beatles".

O ensaio mostrou quea banda está afiada para este disco

Vamos com tudo, pois amanhã, ainda teremos grandes novidades a serem divulgadas.


Beatles 4ever! Complete Works
With the Beatles
Teatro Mario Amaral, 209
Paraiso
21:00



terça-feira, fevereiro 22, 2011

Ainda Ecos do Zenith

Nem preciso dizer da emoção causada pela presença dos astros americanos no Zenith.

O Fabio era o mais emplogado de todos. Afinal, passou a adolescência e juventude ouvindo estes mesmos caras, acompanhando disco a disco, inclusive decidindo tocar guitarra de verdade por causa deles, que agora estavam lado a lado conosco.
Escolado, o Fabio levou a capa dos CDs onde cada um deles tocava, que foram devidamente autografados com a maior boa vontade.
Espontaneamente, foram sendo muitos gentis, bem humorados e logo o Fabião já estava entrosado no meio das feras.

Edson Yoko

Ecos do Zenith 1

Tivemos a honra de sermos convidados para estreiar no teatro do navio, logo no primeiro dia.
Um grande e confortável teatro, com serviço, cadeiras macias e um bom sistema de som e luz.
Rapidamente nos entrosamos com o pessoal da equipe tecnica.

O show foi muito bom. Fantástico, para dizer a verdade.
Devagarinho o teatro foi enchendo, enchendo e logo estava totalmente lotado.
Que cadeiras, que nada!
O pessoal ficou em pé, pulando a cada musica.

A um determinado momento, o pessoal da tecnica nos apontou um senhor todo de branco e quepe, pulando e dançando desenfreadamente. Era simplesmente o Capitão do Navio.
Por um momento pensei que, se era ele que estava no teatro, quem raios estava no timão da bagaça. Mas antes de ficar piscando, deixei isso para lá.

A emoção tomou conta da banda. ficamos realmente tocados e demos tudo o que podiamos para retribuir tamanha animação e troca de energia da plateia.

Após o show, fomos visitados pelo responsável artistico dos navios da CVC, que entre vários elogios colocou que teriamos lugar especial nas atrações dos futuros cruzeiros, inclusive já tentando confirmar a nossa presença no proximo cruzeiro do Rock!!

Rápido, hein? E era apenas o primeiro dia.


video

video

Ecos do Zenith 2

O impacto do nosso show foi imediato.

Um burburinho tremendo se espalhou pelo navio e muitos que não viram o show, desandaram a querer ver.

O diz-que diz foi tão grande que começou a respingar na organização do evento.

Pressionados, acertaram que nosso segundo show, na piscina, fariamos a primeira parte de Beatles e a segunda parte de Rock in History, que estava escalado anteriormente.

Enquanto isso, o som rolou solto e bem alto pelos palcos.

Edson Yoko

Ecos do Zenith 3

Uma coisa que nos chamou a atenção foi a qualidade das bandas covers escaladas para o evento.
Todas muito boas!!!
ACDC, Iron Mainde, Mettalica, Ozzy, Ramones....
O Iron Maiden tocou também no teatro no segundo dia, com um grande show.
Todos musicos excelentes, grandes bandas.

Edson Yoko

Ecos do Zenith 4

O que falar da Big Noise, (banda do John Lynn Turner) ? Excelente!!!

Todos musicos experientes rodados. Vendo a apresentação do Big Noise você percebe o quanto estes musicos são diferenciados. O som é diferente, a pegada é diferente, a postura é diferente!!!
Eles estão em um outro patamar de musica, vibração, execução. Um som profundo e consistente.
Joe Lynn Turner domina no palco.
Nãoi foi à toa que estes musicos fizeram parte de bandas do calibre de Deep Purple, Black Sabbath, Dio, Ozzy, Rainbow....

Edson Yoko

domingo, fevereiro 20, 2011

George, eternamente...

(by Clau)

Caros beatlemaníacos,

George Harrison, será lembrado na anual "George Harrison Public Birthday Celebration" que acontecerá no próxima, 25 de fevereiro, na sua estrela no Hollywood Walk of Fame, o que seria o seu 68 º aniversário.
Harrison e fãs dos Beatles são convidados a trazer bolinhos de aniversário para compartilhar. Os fãs também são convidados a trazer flores e velas para colocar em torno de sua estrela. Os fãs são incentivados a trazer seus violões e realizar canções de Harrison e dos Beatles no evento especial. O radialista Chris Carter, será o orador convidado para o "Breakfast With The Beatles".
A estrela de George Harrison está localizada na 1750 North Vine Street, em Hollywood, na Calçada da Fama, em frente à torre da Capitol Records. O encontro terá início às 18h00 até 08h00. O evento é gratuito ao público e promovido pela Aliança para a sobrevivência do grupo de paz.

quarta-feira, fevereiro 16, 2011

Beatles em quadrinhos

(colaboração de Weber)

“O Pequeno Livro dos Beatles” - Hervé Bourhis

O francês Hervé Bourhis parece que gostou da brincadeira que fez em “O Pequeno Livro do Rock”, lançado aqui ano passado pela Editora Conrad. Depois do sucesso considerável do livro, Bourhis resolveu estender esse projeto para a maior banda de todos os tempos. Os Beatles ganham uma edição dedicada somente para eles em que o autor desfila seu bom humor em ordem cronológica desde os primórdios da formação do grupo até os dias mais recentes.
Ao pegar esse novo trabalho é justo imaginar qual seria a sua pretensa relevância, visto que ao que tudo indica todas as histórias sobre os quatro garotos de Liverpool já foram ditas e recontadas. No entanto, “O Pequeno Livro dos Beatles”, não traz o tom da “Antologia”, ele é leve e descontraído e traz nos seus quadros várias pequenas brincadeiras.
Os desenhos formam um atrativo bem interessante, com caricaturas dos envolvidos e releituras de capas de discos, singles, cartazes de show e matérias de jornais. Para quem não conhece a fundo a história dos “fab four”, vai se deparar com várias curiosidades da carreira. Mesmo quem as conhece de cor vai acabar se interessando novamente. Hervé Bourhis também insere uma classificação para os álbuns e comenta sobre cada um deles ao seu estilo peculiar.
Ele também adiciona novas seções como o “Se você gosta de Beatles, talvez goste de:”, onde indica outras bandas parecidas ou inspiradas, como também a irônica “Sou eu que acho ou parece mesmo?”, em que compara músicas do grupo com outras, como por exemplo, “Ticket To Ride” e “Girl Don’t Tell Me” dos Beach Boys. Os comentários seguem espirituosos como os que faz sobre o clássico “Abbey Road”, álbum de 1969, e as obras particulares de Ringo Starr e de Paul McCartney.
“O Pequeno Livro dos Beatles” não pretende ser uma obra essencial, mas consegue divertir muito bem. A repetição da fórmula que Hervé Bourhis exerce, por mais marqueteira que seja, não se esgota e é contada com bastante paixão e conhecimento. No mais, é sacar da estante algum álbum - como o magistral “Revolver” (1966) - e relembrar canções que marcaram toda uma época. Vale a pena, sempre!

terça-feira, fevereiro 15, 2011

Posts. A volta dos que nunca foram...

Hey hey, depois de um longo e tenebroso inverno, que para mim ainda não acabou devido à minha brutal jornada de trabalho diaria, tentaremos voltar a postar neste nosso espaço.
Neste periodo, o espaço foi bravamente defendido pela Claudia, pelo Weber, pelo Fabio e outros colaboradores da bagaça.

Edson Yoko

Complete Works Nova Temporada

Vale destacar a retomada do Projeto Complete Works, iniciado em Janeiro.

Vamos tocar novamente um disco por show, mensalmente e o próximo é o "With de Beatles"em 24/02/11.

Como vocês podem ter visto nos videos feitos pela Claudia, apresentamos o "Please Please Me" muito bem, de maneira mais consistente e segura.

Na verdade, foi um ótimo show do disco. Recriamos os climas de cada música, mantivemos os andamentos certos.

Ficou melhor do que a versão apresentada em 2006 - 2007.

Quem viu, viu.

Edson Yoko

Beatles 4ever! e a Base2 Monika Cavalera

Também, não poderiamos deixar de relatar as peripécias da intrépida trupe no navio Zenith.
Para quem ainda não sabe, além da Helena Alberti, que está conosco há mais de 10 anos, temos a empresa Base2 produções, conduzida pela digníssima Monika Cavalera ( sim, esta mesma, a ex-mulher de Iggor Cavalera, ex baterista do Sepultura), gerenciando e administrando também os nossos shows.

Além do Beatles 4ever! a Base2 empresaria as bandas Sepultura, Angra e outros.(http://www.base2produções.com.br/).

A Monika foi responsável por toda parte artistica do Cruzeiro.

Junto com seu marido Alan e a prestativa Heloisa, deram um duro danado cuidando de todos os detalhes para que as bandas pudessem se apresentar da melhor forma nos diversos pontos do navio ( teatro, boate, piscina ).

Vale lembrar o tamanho do trabalho, pois tiveram de cuidar dos americanois, do Sepultura, de nós, do Iron Maiden cover, do ACDC cover do Mettalica cover, do Ramones cover, do Ozzy osbourne cover, cover, cover cover......


Edson Yoko

Ciuminho

Logo de cara, já deu um ciuminho no pessoal das outras bandas.

Como artistas da Base2, tivemos onibus especial (somente com os americanos, nós e o Sepultura), check-in privilegiado, sala VIP`, cabines privativas e outras coisitas mais.

Deu para ver o chiado das outras bandas, que foram de onibus junto com os turistas, check-in generico e ficaram em cabines para 4 pessoas, algumas sem janela.

"Por que o Beatles 4ever! vai por alí e nós por aqui?" resmungava a turba, já enfadados pela pequena fila de 1000 pessoas que aguardavam a sua vez no chek-in do porto.

Resposta : Simples. Basta serem empresariados pela Monika Cavalera.

Edson Yoko

domingo, fevereiro 13, 2011

Please, please me - 2ª fase

(by Clau)


Olá beatlemaníacos,


O sol do domingão está de lascar.
Depois do almoço peguei o note para postar a 2ª fase do show Complete Works.
Se tem uma coisa que adoro são fases, elas são demais!!! Nos jogos de game passar de uma fase prá outra é um show à parte, mulher de fases do Raimundos, fases da lua e muitas outras fases...
A 2ª parte do show Please, please foi sensacional. A banda Beatles 4ever começou a 1ª fase do ano arrebentando.
Vejam as fotos e o vídeo.











Camilinha adorou John Lennon (Fábio Colombini)

A Emília e família levou uma nova galera para o teatro

video

quinta-feira, fevereiro 10, 2011

Happy birthday to you...

(by Clau)
Deixe a modéstia de lado e,
comemore a pessoa maravilhosa que você é!
Orgulhe-se,
sem medo,
por suas qualidades que são tantas.
Que você caminhe sempre em busca da paz e do sucesso,
se aperfeiçoando e prosperando ainda mais.

Te desejo simplesmente um

FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

quarta-feira, fevereiro 09, 2011

Vc. sabia?

(by Clau)

Os beatlemaníacos se reunem hoje (9) em Liverpool, para comemorar o 50º aniversário do primeiro show da banda, realizado em 9 de fevereiro de 1961 no Cavern Club.
John, Paul, George e Ringo se apresentaram pela primeira vez no Cavern Club de Liverpool, em um show marcado para o meio-dia que seria o primeiro de quase 300 que fariam ali ao longo de dois anos.
Em agosto de 1963, quando os Fab Four já eram mundialmente conhecidos, o grupo fez sua última apresentação neste endereço que seria demolido em 1970 para construir um centro comercial.
Existe uma réplica a poucos metros do lugar original do clube, em Mathew Street, onde os fãs da banda se reunirão hoje para celebrar a data. Uma série de eventos organizados pela Cavern City Tours, os donos da réplica do clube, acompanharão o aniversário da banda.
A Prefeitura de Liverpool planeja cobrir a Mathew Street, em homenagem à canção "Lucy in The Sky with Diamonds". Também vão reformar a estátua de John Lennon e a escultura que representa o grupo.

segunda-feira, fevereiro 07, 2011

Adeus ao colaborador de George Harrison

(by Clau)

O guitarrista de rock Gary Moore, ex-membro do grupo Thin Lizzy, foi encontrado morto em um quarto de hotel na Espanha.
Gary Moore, de 58 anos, estreou no grupo irlandês Skid Row antes de integrar o Thin Lizzy.
Nascido em Belfast (Irlanda do Norte), Gary Moore também realizou uma carreira solo entre suas duas passagens pelo Thin Lizzy, e colaborou com George Harrison, Beach Boys e Ozzy Osbourne.
O fundador do Thin Lizzy, Brian Downey, homenageou o guitarrista. "Estou profundamente chocado. Ele sempre estará em meus pensamentos e em minhas orações. Simplesmente não consigo acreditar que não está mais aqui".

domingo, fevereiro 06, 2011

Ok, ok, Beatles 4ever in São Paulo

(by Clau)


Olá moçada!


Demorou um pouco para eu postar os vídeos e fotos do 1º show da Beatles 4ever em São Paulo.
Meu programa de edição de vídeos deu pau, os arquivos estavam gaguejando e mais parecia desenho animado #&*%@*$....e para encontrar outro que desse conta do recado foi um fuá.
A banda Beatles 4ever apresentou o álbum Please please me, no entanto, como o álbum é pequeno a banda recheou com outras músicas, conclusão: quando a galera caiu na real, a banda já tinha passado lotada.
Agora é aguardar ansiosamente por "With the Beatles".
Vejam as fotos é o vídeo.






Ringo Starr (Ricardo Felício) com a fã Camila

Ringo Starr e o pequeno Pedro

Tatiana e o namorado (levados ao teatro pela amiga Emília)

video

sábado, fevereiro 05, 2011

BEATLES 4EVER! NO MOTORCYCLE ROCK CRUISE CVC 2011 – NAVIO ZENITH

Fala galera!

Estivemos no Motorcycle Rock Cruise 2011, um cruzeiro 100% rock'n roll e foi incrível!

Clique nas fotos para ampliar.





Na sala VIP antes de embarcar, com nada mais nada menos do que Joe Lynn Turner, que foi vocalista do Rainbow, Deep Purple e Yngwie Malmsteen entre outros!




Embarcando no navio com o pessoal do Big Noize, uma das principais atrações. Da esq. para a dir. : Joe Lynn Turner (vocais), Carlos Cavazo (guitarra - ex-Quiet Riot), Erik Norlander (tecladista atual do Asia) e de costas: Phil Soussan (baixo - ex-Ozzy Osbourne) e, de camiseta verde, Vinny Appice (baterista do Black Sabbath, Dio e Heaven And Hell). No canto direito o nosso Ricardo Felício.



Mal chegamos e já fomos para o teatro do navio para a nossa primeira apresentação!



O público lotou o teatro e cantou muito com o Beatles 4ever!



Até o capitão do navio estava lá pulando e se divertindo com a gente.

---

Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band em alto mar!

---


Nessa hora, o clima psicodélico das músicas somado ao leve balanço do navio deixou todo mundo viajando... literalmente!

---

Depois ainda teve a fase final e a galera não sossegou até tocarmos Helter Skelter pra encerrar com chave de ouro! Começamos bem!

---

O amigo talentoso Bruno Sutter, do Banana Mecânica, foi o mestre de cerimônias do navio além de vocalista do Iron Maiden Cover. Ele e a galera do Iron estavam lá prestigiando o show do Beatles 4ever! Ele está com essa cara de mau, mas é gente finíssima... rs. Valeu Bruno!
---



Depois da primeira missão cumprida com sucesso, fomos assistir os mestres do Big Noize. Que repertório! Tocaram Ozzy, Quiet Riot, Dio, Deep Purple... SENSACIONAL!


---


Depois do show do Big Noize, no camarim: Ricardo Júnior, Fabio, Carlos Cavazo e Ricardo Felício.
---

Ricardo Felício e Phil Soussan, ex-baixista de Ozzy Osbourne com quem compôs a maravilhosa "Shot In The Dark", música que eles inclusive tocaram no show.

---


Phil Soussan, Erik Norlander, atual tecladista do Asia, Fabio Colombini e o grande Vinny Appice, simplesmente o batera do Black Sabbath, Dio e Heaven And Hell....

---


Fabio e o mestre Joe Lynn Turner. Uma das minhas maiores influências, ali do lado! E ainda por cima, os caras são muito legais!

---


Acordamos em Búzios e fomos até a cidade dar uma volta. Este é o "barquinho" Zenith!

---


Fabio, Ricardo e Ricardo Júnior com os amigos Rosângela e Titio Marco Antônio da Kiss FM.

---


Carlos Cavazo, Phil Soussan, Fabio Colombini, Erik Norlander e Joe Lynn Turner curtindo um solzinho em Búzios. E que sol! Fiquei bem na foto, até poderia ser da banda hein! hehehe...

---



De volta ao navio, Fabio com Derrick Green, vocalista do Sepultura. O cara é pouco grande né?

---

Beatles 4ever no palco da piscina! Tava fácil tocar ali de terno e gravata...

---


Mas mesmo com o calor, a gente agitou a galera! E depois ainda teve Rock In History!

---

Agora, notem entre as duas bandeiras, um cara de camiseta laranja tirando foto da gente e outro do lado de óculos escuros e camiseta preta. Eram simplesmente Phil Soussan e Vinny Appice.

---



Olha lá, falei que eram eles! E o Phil ainda fazendo sinal de paz e amor... rs. O mais legal foi pedir pro pessoal levantar as mãos em "Twist And Sout" e ver os dois chacoalhando as mão pra cima! Estamos podendo hein!

---


Depois do nosso show de Beatlemania, ainda fizemos uma hora de Rock In History que agitou toda a galera da piscina.

---


O primeiro grande show internacional que eu assisti foi Quiet Riot no Ginásio do Corinthians em SP em 26/04/1985. O guitarrista era esse cara aí, Mr. Carlos Cavazo!

---



O último show do navio foi de Jeff Scott Soto. Mais um dos mestres que cantou com Yngwie Malmsteen, Journey, na trilha sonora do filme "Rock Star" e tem uma das vozes mais poderosas do rock. Amazing!

---

Muitas bandas tributo também tocaram no "barquinho". Metallica, Ramones, AC/DC, Iron Maiden... Esse é o Tomé. Dá pra adivinhar qual tributo ele fez? O cara É o Ozzy! hehehe...

---


O amigo de longa data Hugo Mariutti, que tocou guitarra no navio com Jeff Scott Soto, Fabio "Lennon" Colombini e Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura.

---

Estava quase acabando mas ainda rolou jam session até o fim!

---

De volta a Santos... Jeff Scott Soto, Fabio, Edu Cominato (brasileiro, batera do Jeff... toca muito!) e Hugo Mariutti.

---

No ônibus, voltei ao lado do meu amigo Joe... hahaha. Que chato!


Foram dias inesquecíveis. No ano que vem, já estamos confirmados pra participar de novo. Fiquem ligados e até lá!




Fabio Colombini