domingo, julho 26, 2009

Mandolin? bandolin? Chapolin?

(by Clau)


Caros todos,


Demorei para postar pois estive fazendo pesquisa de campo sobre o que é um mandolin, até pensei ter ouvido "bandolin, Chapolin...". O vocalista Fábio Colombini soltou a peróla: "cavaquinho apita?" mas claro que foi zueira forte.
Descobri que originalmente banbolin e mandolin indicam a mesma coisa, ambos tem formato de uma pera cortada de comprido e são de origem italiana. A diferença é que de uns tempos para cá os fabricantes (como a Gibson americana) dão o nome de mandolin e fazem o formato um pouquinho diferente.
Já Chapolin todos vcs. conhecem, né? nem preciso explicar.
Ah...descobri também que a música introdução do jogo macabro "Silent Hill" é tocada por um mandolin.
Lembram da parte do jogo em que o Harry Manson chega em Silent, sai correndo atrás da Sheryl e quando no beco os zumbis começam a detonar o cara? E aí que entra em cena o mandolin...sinistro.
Mas o mandolin de Marcus Rampazzo foi usado na música da banda REM.
As músicas do Metallica e Iron Mainden estarão em um post separado, afinal elas estão na briga pelo posto das melhores músicas apresentadas na mararona.
Confiram agora a última parte da Maratona Rock 4ever - anos 80 e mais fotos do show.
Fábio Colombini canta The Police - anos 80 - parte I

Ronaldo Paschoa - anos 80 - parte I

Ricardo Jr. e Ellen cantam Iggy Pop - anos 80 - parte II

Ricardo Felício - olhem o giro da baqueta - anos 80 - parte II

Marcus Rampazzo - anos 80 - parte II

Yoko pai e Yoko filho - anos 80 - parte II

Fábio Colombini canta Motorhead - anos 80 - parte III

Ricardo Jr. canta Lenny Kravitz - anos 80 - parte III

Marcus Rampazzo e seu mandolin - anos 80 - parte III

Reghes da uma força com o violão na música da banda REM - anos 80 - parte III

Ronaldo Paschoa, o fenônemo, só tirando um lazer na guitarra - anos 80 - parte III

video

3 comentários:

Fa disse...

Eu já estava morrendo de raiva por não poder ir na maratona, mas agora depois de ver os anos 80, nossa, morri. Muito, muito bom!

Danielle disse...

Aaah, foi tanta coisa boa que fica até ruim fazer um só comentário pra tudo.
As melhores foram:
- Should I Stay Or Should I Go: Foi bom relembrar a época que eu tinha uns 15 anos e invoquei com essa música, e minhas amigas ignorantes em rock não entendiam nada, hehehe!
- Eye Of Tiger: Ha-ha-ha! ;)
- Owner Of A Lonely Heart: Cresci ouvindo essa!!!
- In Between Days: Muito fofa!
- We're Not Gonna Take It: Empolgante como nenhuma outra.
- Sweet Child O' Mine: Ouvia todo santo sábado de manhã em casa.
- Pet Sematary: Incrível a interpretação.
- Ace Of Spades: Passei uns 4 anos tentando saber de quem era essa música e finalmente soube.
- Epic: Conheci essa música uns dias antes do show e quando vi ao vivo, amei mais ainda.
- More Than Words: Linda! Todos cantando juntos!!!
- Losing My Religion: marcou minha infância.
- Otherside: Essa já é da minha época, me senti em casa, hehehe!

Melhor momento (não só dessa parte, mas sim do show inteiro): Don't You Forget About Me. Perfeito.

Deu até vontade de chorar revendo tudo isso!
Foi tudo tão bom...

Fa disse...

Deu até vontade de tocar no Guitar Hero e Rock Band na hora que vi, mas acho que quase 1 hora da manhã não ia ser muito apropriado aqui em casa :/

Postar um comentário