sábado, novembro 22, 2008

O QUARENTÃO TODO DE BRANCO

(by Clau)

Espirituoso, enigmático, precursor da era da individualidade: este é o famoso LP duplo dos Beatles.


O que vc. estava fazendo nesta data?
1968. O ano das barricadas, do AI-5, do assassinato de Martin Luther King e muita luta ao redor do mundo, contra e a favor dos direitos civis. Foi também o ano que prenunciou o fim do The Beatles cujos discos guiavam os rumos da juventude.
Intitulado simplesmente The Beatles, mas conhecido no mundo como The White Album (ou Álbum Branco, para os brazucas), o sucessor do revolucionário Sargeant Pepper‘s Lonely Hearts Club Band, lançado em 22 de novembro de 1968, prenunciava o fim dos Beatles, quanto da era hippie.
A partir do Álbum Branco, o individualismo é que daria as cartas entre os Fab Four de Liverpool. Apesar de ainda assinarem todas as suas faixas como Lennon-McCartney, era fato que, eles não compunham mais juntos.
Mas, como tudo o que os Beatles faziam, o Álbum Branco ecoou mundo afora, influenciando muita gente. O maníaco Charles Manson disse que se inspirou nas faixas Helter Skelter e Blackbird, para justificar o massacre ordenado por ele na mansão do cineasta Roman Polanski.
No Brasil, Caetano Veloso lançou, do exílio, seu próprio Álbum Branco, logo no ano seguinte. Com sua capa toda branca – levando apenas sua assinatura –, a referência é inevitável.O cantor Belchior, por sua vez, no sucesso Comentários a respeito de John, cita diretamente Happiness is a Warm Gun: “John, eu não esqueço (oh no, oh no)/A felicidade é uma arma quente, quente, quente“.

Um comentário:

Danielle disse...

O White Album é a mistura de todas as emoções. Ob-La-Di Ob-La-Da e Don't Pass Me By nos traz felicidade, While My Guitar Gently Weeps e Julia nos faz chorar, Helter Skelter nos faz ter a vontade de sair quebrando tudo, Revolution 9 nos dá medo, Back In The USSR nos vaz vibrar, Dear Prudence nos faz querer sair e ver a luz do sol, Good Night dá aquele soninho gostoso...
É um álbum para agradar a todos!

Postar um comentário